terça-feira, 11 de fevereiro de 2014

Deixo o meu coração aberto ...

E eu vou embora, embora hoje à noite

O chão por debaixo dos meus pés está aberto
O jeito que aguentei firme
Com nada entre nós
 
Escrito nessas paredes
Estão as cores que não eu consigo mudar
Deixo o meu coração aberto
Mas ele permanece na sua gaiola














Sem comentários:

Publicar um comentário